31.7.07

Requiem

Para Bergman

(ClassicalMusicGuide)
John Eliot Gardiner dirige os English Baroque Soloists e o Monteverdi Choir.
Palau de la Música Catalana, Barcelona, Dezembro de 1991.

Para Antonioni

(gregor13)
Herbert von Karajan, Teatro alla Scala, Milão, Janeiro de 1967.

À Memória de Antonioni

E ontem morreu também Michelangelo Antonioni, com 94 anos.

La notte (A noite), com Jeanne Moreau e Marcello Mastroianni.

(luvgod)

30.7.07

À Memória de Ingmar Bergman

Morreu hoje, aos 89 anos. Poderia ter escolhido outras cenas, mas optei por estas, em que Bergman se debruça sobre os conflitos entre pais e filhos.

Ingrid Bergman e Liv Ullmann em "Sonata de Outono" (legendas para quê?).

(luvgod)

Erland Josephson e Börje Ahlstedt em "Saraband", que foi o seu último filme, magistral.

(ropbo)

27.7.07

Cassia corymbosa = Senna corymbosa




























Arbusto com origem na América do Sul (Brasil e Uruguai)
Família: Caesalpiniaceae
(No Jardim Botânico da Universidade de Lisboa)
Propriedades medicinais

26.7.07

Pata-de-elefante

A Nolina recurvata (ou Beaucarnea recurvata) que se encontra junto ao Mosteiro dos Jerónimos está agora no auge da floração. É originária das zonas secas e ensolaradas do México. Tem a base muito dilatada, com casca rugosa, fazendo lembrar a pata de um elefante.


25.7.07

Cabo da Roca - Cravo
























Na zona da Serra de Sintra, há um cravo em vias de extinção: o cravo-de-Sintra (Dianthus cintranus). O crescimento urbanístico, os incêndios, as acácias e o chorão contam-se entre as mais graves ameaças a alguns endemismos lusitanos, como é o caso da Armeria pseudarmeria. Ontem, encontrei este cravo no Cabo da Roca. Não sei se é o de Sintra ou se é Dianthus crassipes, também uma variedade rara.

23.7.07

Óbidos - Caracoleira

Maria Carvalho disse...

Vigna caracalla, uma leguminosa da América do Sul e Central.
(Obrigado.)







22.7.07

Restelo - 'Royal Purple'

Lagunaria patersonia (ou patersonii) 'Royal Purple'

























É uma planta de origem australiana, conhecida em Inglês como "Pyramid tree" ou, também, Hibisco-de-Norfolk. Embora não seja um hibisco, é igualmente da família das Malváceas.
Ver e ler aqui e aqui.

19.7.07

Cicas - Cascais

Cycas revoluta no jardim do Hotel Grande Real Villa Itália,
junto à casa onde viveu Humberto II.

Cicadófitas
Cicadáceas
Cicas no Jardim Monte Palace
Humberto II




Mar de Petúnias


CCB - Temporada 2007-2008

"A estreia de uma nova orquestra fundada e dirigida por Pedro Carneiro, uma residência de Sequeira Costa e um "Festival Pina Bausch" são algumas das novidades da temporada 2007-2008 do Centro Cultural de Belém, hoje apresentada." (Ler no Público)

"A música clássica tem grande destaque com direito a um amplo programa dedicado a Beethoven que contará com um ciclo de piano de Artur Pizarro e Hüseyin Sermet (Janeiro), a actuação de quartetos de cordas (Abril) e uma integral dos Trios com Piano pelo Schostakovich Ensemble (Maio)." (Ler no Expresso)

Dez anos depois da sua criação, "Masurca Fogo" regressa ao palco do CCB durante o Festival Pina Bausch, em Maio de 2008.

Excerto de "Fala Com Ela", de Pedro Almodóvar, com um pequeno detalhe do baile.

(rphilippart)

16.7.07

Lírio "Beverly Sills"





















Iris "Beverly Sills"
(Ver também este)

Ainda em maré de necrologia (atrasada)...
No dia 2 de Julho, partiu uma grande cantora americana. Chamava-se Beverly Sills. Destacou-se nas óperas de Donizetti (Lucia di Lammermoor, Anna Bolena) e Bellini (I Puritani), entre outros papéis para soprano coloratura. Tinha 78 anos.
Aqui podemos vê-la com os Marretas, num excerto bem-disposto, em que até faz um esboço de Valquíria.

(b13ne)

14.7.07

Régine Crespin

Em dia de França, aqui fica a homenagem a uma das maiores cantoras francesas do séc. XX, que nos deixou no passado dia 5, aos 80 anos de idade: Régine Crespin.
Foi uma grande Marechala ("O Cavaleiro da Rosa" de Richard Strauss), foi Dido ("Os Troianos" de Berlioz) e foi uma grande wagneriana: Kundry ("Parsifal"), Elsa ("Lohengrin"), Sieglinde e Brünnhilde ("A Valquíria")...

Soir, Gabriel Fauré


Voici que les jardins de la nuit vont fleurir.
Les lignes, les couleurs, les sons deviennent vagues;
Vois! le dernier rayon agonise à tes bagues,
Ma soeur, entends-tu pas quelque chose mourir?

Mets sur mon front tes mains fraîches comme une eau pure,
Mets sur mes yeux tes mains douces comme des fleurs,
Et que ton âme où vit le goût secret des pleurs
Soit comme un lys fidèle et pâle à ta ceinture!

C'est la pitié qui pose ainsi son doigt sur nous,
Et tout ce que la terre a de soupirs qui montent,
Il semble, qu'à mon coeur enivré, le racontent
Tes yeux levés au ciel, si tristes et si doux!

(Albert Victor Samain)


Lachen und Weinen, Schubert


Lachen und Weinen zu jeglicher Stunde
Ruht bei der Lieb auf so mancherlei Grunde.
Morgens lacht ich vor Lust,
Und warum ich nun weine
Bei des Abends Scheine,
Ist mir selb' nicht bewußt.

Weinen und Lachen zu jeglicher Stunde
Ruht bei der Lieb auf so mancherlei Grunde.
Abends weint ich vor Schmerz,
Und warum du erwachen
Kannst am Morgen mit Lachen,
Muß ich dich fragen, o Herz.

(Friedrich Rückert)
Rir e chorar
Rir e chorar a qualquer momento,
Sem motivo, é coisa de amor.
De manhã ri de alegria,
E por que choro agora
Com o brilho da noite,
Nem eu o sei.

Rir e chorar a qualquer momento,
Sem motivo, é coisa de amor.
À noite chorei de dor,
E por que acordas
A rir de manhã,
Tenho de te perguntar, meu coração.

14 juillet 1789

12.7.07

Maya Plisetskaya - A Morte do Cisne

Dois registos desta coreografia que Fokine fez em 1907 para Anna Pavlova, com os braços únicos de Plisetskaya.




(Freya's Planet)

E aqui com imagens da própria Anna Pavlova:




Plisetskaya em Isadora (tirado daqui).

9.7.07

Salão Nobre do Conservatório Nacional

O Suggia tem vindo a alertar para o estado de degradação a que chegou o Conservatório e, principalmente, o Salão Nobre. Se não se faz alguma coisa com urgência, cai.
Os medalhões que retratam personalidades como Garrett, ou Bomtempo, são de José Malhoa. E, no entanto, parece que ninguém se importa muito.
(Fotografias tiradas do Guilhermina Suggia)




7.7.07

Décima Sinfonia - Mahler

Gustav Mahler (7/7/1860-18/5/1911)


(ccaesar)
Bernstein dirige o Adagio da 10ª Sinfonia.

Avieiros - Alves Redol

Volto agora ao meu passeio na zona de Azambuja.
Os avieiros vieram da zona de Vieira de Leiria para o Ribatejo, nos finais do séc. XIX. Viviam da pesca e habitavam nos próprios barcos, antes de começarem a construir as suas casas sobre estacas. Existem ainda algumas povoações com estas construções palafíticas, entre as quais a aldeia da Palhota. Aqui, na Casa do Avieiro, encontra-se uma placa de homenagem a Alves Redol (1911-1969).
Redol ia para a Ribeira do Tejo ouvir as histórias dos pescadores e das varinas, viveu no Pinhão e conheceu a vida dos trabalhadores dos barcos rabelos, saíu com os pescadores da Nazaré. A partir destas experiências escreveu vários romances de índole neo-realista, dos quais destaco aqui Avieiros, de 1942.

(Este post é dedicado à Maria João.)


Raffaello - Lorenzo de' Medici



























Vendido!
Pela Christie's.

O negociante de arte nova-iorquino Ira Spanierman vendeu ontem à noite por 18,5 milhões de libras (cerca de 27,4 milhões de euros) um retrato de Lorenzo de' Medici, um valor 100 mil vezes superior ao preço de compra. O quadro tinha sido comprado em 1968 por apenas 325 dólares num leilão em Nova Iorque, quando os peritos não acreditavam que se tratasse de um Rafael.
(Notícia tirada do Público)

4.7.07

3.7.07

Tejo - Azambuja

Vala Real de Azambuja




















O Tejo




















No séc. XVIII, o Marquês de Pombal ordenou a abertura de valas na zona pantanosa de Azambuja, para drenar os campos e os tornar aráveis.
A Vala Real, ou Vala de Azambuja, chegou a ser navegável por fragatas e barcos-varinos, numa extensão de dezassete quilómetros. Aqui ainda se encontram barbos, carpas, enguias, fataças, entre outras espécies de peixes.