2.10.07

"Hibiscácea"




Num final de tarde em Phi Phi, enquanto caminhávamos à beira-mar, encontrámos uma árvore de médio porte, com flores que nos pareceram de hibisco, mas que nos deixou na dúvida. As folhas e as flores eram algo diferentes das que vemos habitualmente nos hibiscos e o porte da árvore também era pouco usual nestas plantas. Logo a baptizámos como "Hibiscácea". Parece-me que se trata de Hibiscus populneus ou Thespesia populnea (com folhas semelhantes às dos choupos), uma espécie nativa da Ásia tropical e ilhas do Pacífico, que se dá muito bem junto à água, podendo atingir cerca de dez metros de altura e espraiar consideravelmente a copa. Em algumas zonas do planeta, é tida como invasora. Podemos tratá-la por "Tespésia" (do Grego thespesios = divino, possivelmente por ser sagrada na Polinésia). Os ingleses chamam-lhe portia tree ou seaside manhoe.
As flores da tespésia nascem brancas e ao segundo dia, antes de caírem, já mudaram de cor.

Nota: Informações recolhidas em vários sites (alguns têm informações contraditórias sobre a origem desta planta, a altura que atinge, etc.).

Maria Carvalho disse:
A etiqueta que sobrevive na literatura científica é Thespesia populnea; o termo Hibiscus está agora guardado para plantas com folhas lobadas e as da Thespesia têm margens lisas. É aliás esse o detalhe que distingue o H. tiliaceus da planta da foto.

Revela um livro sobre plantas asiáticas que em anos menos chuvosos a T. populnea, que é de folha perene, deixa amarelecer a folhagem e, em Fevereiro, parece que a árvore está de novo em flor. Pena a Ásia ficar tão longe...

11 comentários:

  1. Paulo, cada vez que aqui venho aprendo coisas novas :)
    Fiquei maravilhada com esse Hibiscáceo. Fez-me lembrar os Jarros, com as mudanças de cor.
    Por cá também há um Hibiscus, não sei a variedade, que dá umas flores grandes, que começam brancas e com os dias tornam-se rosas. As folhas são aveludadas. Conheces?

    ResponderEliminar
  2. Olá Cris.
    Não faço ideia. Há tantas variedades de hibiscos parecidas. Levei algum tempo até descobrir que esta árvore era mesmo um. Daí termos-lhe inventado o nome de "Hibiscácea". Podes tentar procurar nos sites de hibiscos, mas por vezes eles contradizem-se em alguns aspectos.

    ResponderEliminar
  3. São lindas mesmo! Talvez o motivo das informações contraditórias sobre a altura deve-se a identificação incorreta e descrição de espécies trocadas. Parece existir uma Thespesia populnea acutiloba de porte menor, e muito parecida.
    Aqui em Bsb temos 'hibiscaceas', plantadas próximas do lago, espécie exótica, mas parece ser o Hibiscus tiliaceus.
    Um abço.

    ResponderEliminar
  4. A etiqueta que sobrevive na literatura científica é Thespesia populnea; o termo Hibiscus está agora guardado para plantas com folhas lobadas e as da Thespesia têm margens lisas. É aliás esse o detalhe que distingue o H. tiliaceus da planta da foto.

    Revela um livro sobre plantas asiáticas que em anos menos chuvosos a T. populnea, que é de folha perene, deixa amarelecer a folhagem e, em Fevereiro, parece que a árvore está de novo em flor. Pena a Ásia ficar tão longe...

    ResponderEliminar
  5. Não sei se é mérito do fotógrafo, mas parece-me uma das flores mais bonitas que já vi!

    ResponderEliminar
  6. Olá Paulo

    Além de lindas as suas fotos estão complementadas por esta preciosa informação sobre os Hibiscus; e são da enorme família das Malvaceas como classificaram trouxeram ou querem classificar as paineiras ou Chorisias e Ceibas, como explicou a Maria.
    Enquanto isto vou ouvindo as músicas, abraços.

    ResponderEliminar
  7. Lúcia, também cheguei a pensar, enquanto tentava descobrir que árvore podia ser esta, que fosse H. tiliaceus. Até que descobri a T. populnea, que também me apareceu identificada como H. populneus. Mas os botânicos estão sempre a mudar tudo...

    ResponderEliminar
  8. Verdade, mas que otimo este apoio que voce tem, estou aproveitando!
    Aqui temos uma populnea, qualquer hora vou publicar.

    ResponderEliminar
  9. LINDAS fotos.Ainda não tinha comentado.Sou distraído às vezes...
    E que bela árvore era!

    ResponderEliminar
  10. Ali se espraiava à beira-mar.

    ResponderEliminar