22.3.12

Amor e Morte

No próximo Sábado, antes do concerto Eros y Muerte de Angélique Ionatos na Gulbenkian, há "Eugene Onegin" em versão Brokeback Mountain, para ver em directo no live stream (streaming.staatsoper.de) da Bayerische Staatsoper de Munique. Será às 6 da tarde, hora de Lisboa.




"Eugene Onegin" é também uma história de amor e morte, contada por Tchaikovsky a partir dos versos de Pushkin; a história tipicamente romântica de um amor desesperado, que leva ao duelo em que Onegin mata o amigo Lenski por causa de Tatjana Olga, irmã de Tatjana.
Para nos dar a sua visão sobre a ópera, o encenador Krzysztof Warlikowski conta, nesta reposição, com a ajuda de Simon Keenlyside (Onegin), Pavol Breslik (Lenski) e Ekaterina Scherbachenko (Tatjana).

A Ópera de Munique mostra-nos dois vídeos sobre a produção.

16 comentários:

  1. Paulo
    sabes se há hipótese de se fazer o download desta versão nalgum link?
    Gostava muito de ter isto...
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, João. Mas se o descobrir, informo-te.

      Eliminar
  2. Pode ser muito interessante. Espero conseguir ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devo conseguir ver uma parte.

      Eliminar
  3. Se tudo correr como espero, verei ao vivo. Depois conto como foi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oxalá consiga. Ficamos a aguardar.

      Eliminar
  4. Estive a ver online. Achei a encenação um bocado tonta, mas a cena do duelo, que é seu o ponto chave, é interessante e mais uma vez leva à pergunta se é lícito o encenador alterar a intenção explícita do(s) autor(es) para exprimir o seu próprio pensamento.

    Neste caso, que Onegin tenha dificuldade em aceitar a sua homossexualidade e para o ilustrar se faça a transferência da polonaise para a cena da morte de Lenski e se ponha a dançá-la cowboys em tronco nu, é para mim aceitável, mas confesso que me custa a engolir que o duelo se transforme no assassínio do amigo desarmado.

    ResponderEliminar
  5. Só vi a primeira parte e a encenação não me convenceu. Acho que não pega com a música nem com o libreto baseado nos versos de Pushkin e a obra original perde toda a sua atmosfera romântica. Entre as várias cenas que achei disparatadas, a da carta parece-me a mais ridícula de todas: Tatjana, em vez de escrever a carta, dita-a para um gravador.

    Por outro lado, não seria mais eficaz explorar o tema da homossexualidade situando a acção no tempo e no espaço em que ela de facto se passa, em vez de nos EUA dos anos 1960?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo26.3.12

    Houve muitos aspectos que achei interessantes mas porque ´´e que ´´e tudo t~~ao feio?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma boa pergunta, anónimo.

      Eliminar
  7. Anónimo4.4.12

    As vozes eram óptimas, a encenação pouco adequada ao texto (sem contexto).Mesmo assim, poder-se-ia aceitar este desvaneio se ele fosse completamente claro!
    A intençao deste comentário tb não tem contexto com a ópera pois o que pretendo realmente é saber onde posso ver antecipadamente quando exitem transmissões "live" deste e de outros teatros de ópera.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como não são são acontecimentos regulares, os teatros costumam anunciar nos próprios sites e no Facebook.

      Eliminar
  8. Anónimo5.4.12

    Obrigado Paulo pela informação, mas já percorri de lés-a-lés o site da Staatsopere não vi mencionado a próxima transmissão. Já agora, quais são os outros teatros que fazem "live stream"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem aqui dois casos:

      http://www.operaliege.be/fr/activites/live-web

      http://www.lamonnaie.be/fr/402/Free-Online-Streaming (clique em MyMM - bolinha cor-de-laranja)

      Por vezes há outros teatros que fazem transmissões em streaming (o próprio São Carlos já chegou a fazê-lo), mas são casos esporádicos.

      Experimente também estes dois sites. Ambos transmitem concertos e óperas em directo com alguma frequência:

      http://www.medici.tv/#!/live/

      http://liveweb.arte.tv/fr/cat/Classique/

      Eliminar
    2. Anónimo6.4.12

      Muito obrigado. Conheço os 2 últimos e vou pesquisar melhor nos dois primeiros, se bem que já tenho andado a ver alguns excertos de Liege. Páscoa Feliz.

      Eliminar