14.1.08

"A Mulher Sem Sombra"


A Ópera da Bastilha vai repor a encenação de Robert Wilson para "Die Frau ohne Schatten", de Richard Strauss. A estreia é no próximo dia 21 de Janeiro e este conto fantasioso e carregado de simbologia, de Hugo von Hofmannsthal, verá Jon Villars no papel de Imperador e Eva-Maria Westbroek como Imperatriz.
(...) à travers cette histoire d’Impératrice dont le corps ne projette pas d’ombre et qui doit descendre chez les humains pour en acheter une, ce sont des valeurs humanistes essentielles pour lui [Hofmannsthal] qu’il mit en avant : celles de la famille et du mariage, celle de la procréation, but suprême de l’existence. Comme dans La Flûte enchantée, un couple « d’en haut » s’oppose à un couple « d’en bas » et des épreuves d’initiation les attendent pour les conduire au bonheur. Mais alors que dans l’opéra de Mozart, les personnages sont aidés par des instruments de musique magiques ou des génies, dans La Femme sans ombre, ils se retrouvent seuls, sans ambition ni vocation, « simplement parce que c’est le lot des humains de souffrir sans l’avoir demandé » (André Tubeuf). (…)
A ópera foi criada durante a I Guerra Mundial e estreada em Viena em 1919.

7 comentários:

  1. Wilson combina, na perfeição, com Paris - a minha segunda cidade ;-) - e com a Bastilha! Recordo - de Wilson - uma Der Ring, cujo único mérito era a beleza estética - sublinho a estética - da encenação.

    De Wilson, recordo também um inigualável O Corvo Brance, há cerca de 10 anos...

    Tenho muitas saudades de Wilson e de Paris...

    Se queres que te diga, caro Paulo, ainda que polémico na minha escolha, a A Mulher sem Sombra da discografia e filmografia é... a Studer! Nem Rysanek, nem Varady me maravilham...

    Goza muito essa saltada à minha cidade ;-)))

    ResponderEliminar
  2. Bom espectáculo e boa viagem, Paulo. A imagem é muito aliciadora. Pelos vistos, Bob Wilson continua excelente.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado a ambos. Depois eu conto.

    ResponderEliminar
  4. Se não lhe causa muito incómodo, deixe cá ficar a sombra. Assim poderemos ver por ela o cinema das suas folias parisienses...

    Tenha uma excelente viagem, e não poupe detalhes ao relatório.

    ResponderEliminar
  5. Maria, acho que não me causará nenhum transtorno. Paris vai estar sem sol, ninguém há-de dar pela falta dela. Mas guardem-na bem para que eu lhe possa dar uso mais tarde.

    ResponderEliminar
  6. Puro cristal. Ainda gostava de saber se são verdadeiras estas histórias que nos contam :)

    Boa viagem!

    ResponderEliminar
  7. Paulo, aproveite pra comemorar os 100 anos de Simone de Beauvoir! Realmente ajudou a tirar da sombra muitas mulheres!!!

    E aguardamos a folia das imagens!

    ResponderEliminar