24.2.08

A flor da Isménia - Billbergia nutans


A flor da Isménia tem origens na Argentina e no sul do Brasil. A Lucia e o Gintoino estiveram muito perto, pois ela pertence à família Bromeliaceae, e o Miguel acertou, uma vez que o seu nome é, de facto, Billbergia nutans. Podemos admirar a sua prima Billbergia euphemiae abrindo esta janela.

13 comentários:

  1. E sabes, que a curiosidade mata os gatos, tenho afinidades com os felinos ...seria uma bromélia?

    ResponderEliminar
  2. Parece uma Bilbergia nutans

    ResponderEliminar
  3. Linda foto! Uma bromélia?

    ResponderEliminar
  4. Jardineira, não sabia, mas agora já sei.

    Obrigado a todos.

    ResponderEliminar
  5. isabel25.2.08

    Lágrimas de anjo ou Planta amizade, são dois dos seus nomes comuns.
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Os comentários acima indicam que sou a única pateta da vizinhança que não entende o título A flor da I. Já reescrevi a frase sete vezes, três com a mão esquerda. Nada. Não sei ler o misterioso I, que não é J, caso em que não perguntaria nada...

    ResponderEliminar
  7. Bem eu tambem continuo como os gatos, mas nao precisa explicar...estou feliz de 'quase' ter adivinhado.

    ResponderEliminar
  8. Esclareça-se o mistério. o I era da Isménia e também da minha Ignorância.
    Agora já trato a Billbergia por tu.

    ResponderEliminar
  9. Estou extasiada! Acho que é das plantas mais bonitas que vi em toda a minha vida. Obrigada por mais esta maravilha.

    ResponderEliminar
  10. Bem-me-quer, são assim vistosas mas mais pequenas que os brincos-de-princesa e também penduradas como eles. A planta está num vaso e parece-se com uma gramínea, pela qual ninguém daria nada se ela não apresentasse estas cores de brinde.

    ResponderEliminar
  11. Isabel, nunca tinha ouvido esses nomes. Obrigado pelo complemento.

    ResponderEliminar
  12. Paulo, é linda a flor. Quando venho aqui vejo sempre coisas lindas.
    Existem plantas como essa, que de tão pequeninas, muitas vezes passam despercebidas. Mas quando as olhamos de perto, são fabulosas.

    ResponderEliminar