19.5.13

O som dos cravos

Na passada quinta-feira aconteceu o último recital do ciclo de cravo de José Carlos Araújo na Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves. José Carlos tocou a primeira parte do programa, inteiramente dedicado a obras de Carlos Seixas, no seu cravo (Andrew Wooderson, Bexley, 2004, segundo o original de Ioannes Ruckers, Antuérpia, 1628) e a segunda no cravo do maestro Massimo Mazzeo, director da orquestra Divino Sospiro (Roberto Marioni, Pietrasanta, 2013, segundo o original de Ioannes de Perticis, Florença, 1681).

A gravação das duas peças que se seguem (a da Sonata K. 37 foi extraída da transmissão do recital em directo pela Antena 2) permite-nos apreciar as sonoridades dos dois cravos, ambas belas e tão distintas, e acima de tudo a música de Carlos Seixas, que parece correr nas veias de José Carlos Araújo e sair-lhe pelos dedos primorosos directamente para as teclas.





1 comentário: