26.7.07

Pata-de-elefante

A Nolina recurvata (ou Beaucarnea recurvata) que se encontra junto ao Mosteiro dos Jerónimos está agora no auge da floração. É originária das zonas secas e ensolaradas do México. Tem a base muito dilatada, com casca rugosa, fazendo lembrar a pata de um elefante.


9 comentários:

  1. Olá, Paulo!
    Uau, que fantástico, está isto, soltei um monte de exclamações ao ver suas fotos!!! Elas normalmente não ficam bonitas quando estão com flores, mas esta planta está maravilhosa!!!
    Estava pensando em patas de elefantes hoje. Tenho algumas, e uma é vermelha na base das folhas, a outra não; pensei que nestas andanças virtuais, iria tentar descobrir qual e a espécie que tem o pescocinho vermelho. Acho que vale a pena acompanhar a floração e ver os frutos, vai ter outro efeito.... e se fosse mais perto, iria coletar uns sementinhas, pode ter certeza...

    ResponderEliminar
  2. !!!!

    E pensar que tenho uma pequenita tão maltratada...

    ResponderEliminar
  3. Eu sei de uma que está em casa LINDA e maravilhosa.
    Esta dos Jerónimos merece bem uma reportagem de "Evolução".

    ResponderEliminar
  4. Vou tentar dar notícias da evolução.
    Quanto à de casa, não floresceu...

    ResponderEliminar
  5. ...prontos, também espreitei e fotografei esta beleza, envergonhada entre muros. Foge do sol da tarde, dar-se-á bem com o da manhã!

    ResponderEliminar
  6. Está lá muito abrigadinha.

    ResponderEliminar
  7. queria saber quanto tempo demora para florecer a pata de elefante.
    tenho uma linda com 4 anos

    ResponderEliminar
  8. Sandra28.5.08

    Ola Paulo.
    Obrigada por publicar esta foto. Aqui em casa temos algumas "beaucarneas" ou pata de elefante, admiramos muito esta espécie. Visitei o Mosteiro em 2001, mas não pude fotografá-la. Falei em casa sobre o tamanho e beleza dela e não acreditaram. Hoje a encontrei, graças à você.
    Muito obrigada.

    ResponderEliminar
  9. Sandra, obrigado pelo seu comentário.

    ResponderEliminar