1.9.07

Maré Baixa em Phi Phi




8 comentários:

  1. Obrigada pela sua visita ao meu "canto". As suas férias também são de "encher o olho" :) Belas fotos! É tão bom poder aproveitar as férias para ver locais novos...

    Tenho sido uma espectadora do seu blog silenciosa, mas atenta!

    Volte sempre.

    Saudações, Moura Aveirense

    ResponderEliminar
  2. Paulo
    Quase evito comentar aqui hoje com medo da sopa de beldroegas e de pensar alto. Não resisti e me explico: a sensação destes azuis e pequenos jardins marítimos, contrasta demais com o seco do cerrado neste final de agosto. Valeu. O azul anuncia a primavera, me lembrei dos jacarandás e entrei no clima !!! Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Continuo a viajar contigo, através destas imagens lindas e exóticas.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Lúcia, a história das beldroegas é uma "in-joke" com o Gintoino. Humores... Brincadeiras de palavras. Por favor, continue a pensar alto.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Lindas! Não imaginava que se pudessem ver tão perto da superfície!

    ResponderEliminar
  6. Moura, obrigado pelas suas visitas. Volte sempre.

    Cigarra, obrigado pelo teu apoio.

    Jardineira, quando a maré baixa, em Phi Phi, ficam corais à superfície e podemos ver várias espécies de peixes, anémonas e bivalves. É mesmo muito bonito.

    ResponderEliminar
  7. paulo, lindas, lindas, lindas! (já comi a sopa de beldroegas ;-) )

    ResponderEliminar
  8. Hummmmm! Devia estar óptima.

    ResponderEliminar