9.4.08

O Ataque dos Chorões

A frágil Lobularia maritima lá vai resistindo, o melhor que pode, um tufo aqui e outro ali, rodeados sempre pelo invencível chorão.


Lobularia maritima

9 comentários:

  1. Os chorões são, de facto, uma infestante terrível... Quem os trouxe da África do Sul provavelmente não mediu a extensão do desastre... Abraço!

    ResponderEliminar
  2. Decerto não se podia adivinhar que eles se tornariam nesta praga. E agora não há modo de os fazer desaparecer. Só com uma varinha de condão.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Há muitos exemplos assim no mundo dos humanos... Os caos em que nos colocamos... Sempre o ter (aqui também e a dominação). Je t'enbrace

    ResponderEliminar
  4. Esta está incluída na lista de um famoso decreto lei que classifica algumas plantas como invasoras em Portugal. É-nos proibido cultivar estas plantas nos nossos jardins, o irónico é que fazemos tudo para os livrar delas!

    Eu acho que o perigo a evitar são as novas introduções (ainda não incluídas na tal lista), e no entanto elas continuam a acontecer frequentemente, e a jardinagem também é responsável por isso...

    Pelo menos aqui a pobre lobularia conseguiu mostrar-se!

    ResponderEliminar
  5. Moi, é verdade. Há sempre uns fortes que tentam aproveitar-se das fraquezas das lobulárias.
    Um abraço.

    Jardineira, também me causa algum temor a insistência em certas espécies exóticas na jardinagem. Os jardins privados de Cascais abusam de algumas delas.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo12.4.08

    Chorão é o marido de uma amiga de minha mãe, a d. Almerinda e os seus ataques eram sobretudo cantigas do Fundão com pronúncia regional. Após uma infância traumatizada, como poderia eu ter crescido são? Muito já o sou!

    José "murnau"

    ResponderEliminar
  7. Mas lá foste resistindo aos seus ataques, ou andarias também agora a entoar cantigas beirãs.

    ResponderEliminar
  8. Há tempos li num blog, penso ser o Hablando en verde, que em Espanha, em certas alturas reunem-se vários grupos de voluntários para eliminar parte desses chorões.
    Estão a abafar as nossas plantinhas, ao ataque...

    ResponderEliminar
  9. Cris, Também nós devíamos andar ao ataque, se bem que a situação esteja praticamente incontrolável.

    ResponderEliminar