10.4.08

Miosótis

Foi perto do Convento de Santa Cruz dos Capuchos, na Serra de Sintra lavada de chuva e vento e já com os primeiros raios da bonança, que fomos encontrar estes miosótis. Também nós ficámos imóveis, com receio de os pisarmos.


Myosotis sylvatica

Mais perto do mar procurámos os miosótis-da-praia, que não são miosótis, mas sim "abanos". Com um nome científico tão bonito, a Omphalodes kuzinskyanae corre sérios riscos de desaparecer do mapa dos endemismos lusitanos, devido às construções que surgiram em determinadas zonas da nossa costa. Esta planta de pequeninas flores é endémica de rochedos e areias marítimas entre o Cabo da Roca e o Estoril.


Omphalodes kuzinskyanae

7 comentários:

  1. Pues sería una pena que se perdiera esta precisidad. Vaya fotos, me dejas sin respiración...

    ResponderEliminar
  2. lindas mesmo, a serra que parece com uma bruma fresca com estes miosótis deve ter ficado mágica! tem conseguido entrar no arboretto? alguem me disse que está enviando para outra página...
    abs.

    ResponderEliminar
  3. Lindos! Tão delicados...

    ResponderEliminar
  4. Obrigada pela a ajuda na idêntificação destas plantinhas. Ficamos à espera daquelas fotos onde estavam a posar uns insectos muito bem pagos!

    Beijão

    ResponderEliminar
  5. São muito frágeis e delicados. Se os encontrarem, protejam-nos bem.


    P.S. Isabel, hão-de vir...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo11.3.12

    adorei,são plantas muito giras e obrigado por me terem ajudado a melhorar a nota de ciências

    ResponderEliminar