25.10.07

Lagerstroemia floribunda

numa rua em Banguecoque





(Obrigado, Lúcia, pela ajuda na identificação.)

8 comentários:

  1. Belíssimas, caro amigo! Flores de Largestroemia speciosa, eu diria, mas não me lembro de flores com duas cores.. Por aqui temos duas, a L. indica (Resedá) e a L. speciosa (Extremosa), mas parece que há outras! Um presente ver flores tão lindas!

    ResponderEliminar
  2. Belissímas essas flores. Imagino as nossas ruas cheias de árvores assim.
    Cris

    ResponderEliminar
  3. Lúcia, obrigado pela identificação da Lagerstroemia. Andei a procurar e descobri a L. floribunda, que me parece ser a identificação mais correcta e é muito semelhante à L. speciosa. Veja aqui e aqui.

    Olá Cris. Como se pode imaginar, também ficaria muito bem nas nossas ruas. Talvez até se encontre por cá, mas só me lembro de ter visto outras espécies de Lagerstroemia.

    ResponderEliminar
  4. Que saudades eu tenho dessa rua e do café que lá bebi.Cá nunca vi, só mesmo em Banguecoque.Que bonitas que ficaram as fotos da Lagerstroemia.

    ResponderEliminar
  5. Paulo
    Acho que vce. encontrou! Muito bonita, se trouxe sementes... poderiamos de repente fazer umas trocas, aqui tenho muitas sementes da L. speciosa...

    ResponderEliminar
  6. A Lagerstroemia speciosa e a L. floribunda são muito semelhantes, em particular no facto das flores carmim se descolorirem antes da cair. Mas há como distingui-las:
    1. as inflorescências da L. speciosa são mais pequenas e as pétalas sobrepõem-se; vista de frente, cada flor parece um disco cheio de tinta magenta;
    2. na L. floribunda os ramos com flores são tão compridos que ficam pendentes e as pétalas não só não se sobrepõem como até deixam entre si um pequeno intervalo.

    As fotos não deixam dúvidas: este é exemplar de L. floribunda.

    ResponderEliminar
  7. Maria, obrigado pelas informações adicionais.

    Lúcia, a secção das sementeiras é com as "mãos verdes" do Miguel. As minhas, possivelmente, são castanhas. Teremos de lhe perguntar se ele trouxe sementes.

    Miguel, penso que também só vi esta espécie em Banguecoque. As que conheço cá com flores de cor semelhante (estou-me a lembrar de Tomar, Coimbra e Leiria) devem ser Lagerstroemia speciosa. Com as indicações que a Maria Carvalho deixou, já as poderei distinguir quando as voltar a ver.

    ResponderEliminar