8.7.11

"Fidelio" em Munique

Daqui a quase nada, às 18h45, a Bayerische Staatsoper transmite em directo a ópera "Fidelio", com Jonas Kaufmann, Anja Kampe e a encenação de Calixto Bieito. Não podendo estar em Munique, é o que se arranja.

17 comentários:

  1. No próprio sítio. Se clicar, reparará que já lá está uma janela à espera da transmissão.

    ResponderEliminar
  2. Já vi. Obrigado Paulo.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo8.7.11

    Obrigada, Paulo.

    Guida M.

    ResponderEliminar
  4. e mais um obrigado , Paulo.

    ResponderEliminar
  5. Cheguei a tempo do segundo acto! Obrigada também, Paulo :-)

    ResponderEliminar
  6. Não tendes que agradecer.

    Gi,
    Fico contente por ainda o teres apanhado.

    ResponderEliminar
  7. Bom, gostei muito do Kaufmann, o "Gott! Welch Dünkel hier" saiu fenomenal e todo o início do 2º acto foi excelente; a direcção musical não estava mal; a encenação do Bieito, como era de prever, um desastre. Com momentos repelentes, como quando Florestan e Leonore mudam de roupa e estragam uma das árias mais lindas - completamente desconcentrados do canto.

    O Fidélio é uma das minhas óperas favoritas, foi um prazer, Paulo :)

    ResponderEliminar
  8. O Kaufmann esteve novamente em grande forma, Mário. Dos disparates de Bieito já estava à espera. No entanto, houve alguns momentos de encenação muito bons, como menciona: toda a primeira parte do II acto. É claro que ter o Jonas como Florestan ajuda muito. A aparição de Don Fernando como joker é inclassificável.

    ResponderEliminar
  9. Perdão, o Mário menciona o Kaufmann, eu é que menciono a encenação.

    ResponderEliminar
  10. Concordo com o Mário. A encenação é deplorável! Quase consegue arruinar uma das também minhas óperas favoritas.
    As interpretações dos solistas principais foram de elevado nível vocal, mas já ouvi o Kaufmann ainda melhor, no Fidelio de Zurique (que também foi transmitido não há muito tempo no mezzo e deverá existir em DVD).

    ResponderEliminar
  11. Encenação demasiado vanguardista para o meu gosto mas excelentes interpretações vocais.

    Esperava que comentassem o que me pareceu um arranjo do andamento lento do quarteto de cordas opus 132 no 2º acto. Momento mágico...

    ResponderEliminar
  12. Caro wagner_fanatic,
    Para mim é bizarro dialogar aqui, em "território alheio", com o meu colega de blog. Mas confesso que não consegui identificar o quarteto de coras (vergonha minha!) mas estou de acordo consigo. Embora fora do Fidelio, foi um momento mágico, de facto.

    ResponderEliminar
  13. Só posso fazer coro: gostei muito das interpretações, achei a encenação disparatada.

    ResponderEliminar